segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Descrença no inferno: nada é mais irracional!

“Pois não existe nada escondido que não venha a ser revelado, ou oculto que não venha a ser conhecido. Porque tudo o que dissestes nas trevas será ouvido em plena luz, e o que sussurrastes ao pé do ouvido, no interior de quartos fechados, será proclamado do alto das casas. Eu vos afirmo, meus amigos: não temais os que podem matar o corpo; todavia, além disso, nada mais conseguem fazer. Contudo, Eu vos revelarei a quem deveis temer: temei Aquele que, depois de matar o corpo, tem poder para lançar a alma no inferno. Sim, Eu vos afirmo, a esse deveis temer” (Palavras de Jesus Cristo registradas no Evangelho de Lucas 12.2-5 – Novo Testamento da Bíblia King James Atualizada – KJA).


Viver em sociedade implica em ajustar-se a regras porque mesmo nas sociedades mais primitivas observam-se regras para a existência, pois se elas não existissem, a vida seria insuportavelmente vivida nos escombros da violência irrestrita, do niilismo e caos.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

O país das inversões de papéis e valores

Ai dos que chamam ao mal bem e ao bem, mal, que fazem das trevas luz e da luz, trevas, do amargo, doce e do doce, amargo (Isaías 5.20).


Por Sandro Moraes
A degradação moral é explícita e dissemina-se ocasionando inversões de valores em praticamente todas as esferas sociais. O livro do profeta Isaías é atualíssimo; uma séria reflexão no versículo supramencionado é premente porque...

...ser heterossexual é jurássico, moderno é ser gay com o beneplácito da mídia, de filmes, novelas e políticos. Ser contra a adoção de crianças por casais homossexuais? Deixe de ser preconceituoso! Casamento? Melhor morar junto. Fica mais fácil separar! A propósito, separação não estaria mais em voga que casamento? Honesto? Melhor aderir ao jeitinho brasileiro e se dar bem!

quinta-feira, 7 de outubro de 2010

Trajetória abortista do PT de Lula e Dilma


Uma cronologia nazista no Brasil

Por Sandro Moraes

Abril de 2005
O governo assumiu o compromisso com a ONU de legalizar o aborto no Brasil. O comprometimento foi externado no IIº Relatório do Brasil sobre o Tratado de Direitos Civis e Políticos.

Agosto de 2005
Por meio do documento, entregue ao Comitê da ONU para a Eliminação de todas as formas de Descriminalização contra a Mulher (CEDAW) o governo brasileiro reconhece o aborto como Direito Humano da Mulher.

terça-feira, 5 de outubro de 2010

O voto pró-Dilma é o voto pró-assassínio dos não-nascidos


Por Sandro Moraes

“PT estuda tirar aborto de programa para estancar queda de Dilma entre religiosos”. O título da reportagem de destaque publicada nesta terça (05) na Folha de São Paulo, já revela que a intenção do governo de retirar de seu programa o que já foi aprovado no congresso, não se trata de uma mudança resultante de um exame coletivo de consciência que encontrou uma moralidade residual; é demagogia gigante.

A ampla disseminação na mídia, sobretudo na internet, de que a candidata petista à presidência, Dilma Rousseff, é abortista foi a razão do crescimento de Marina Silva (PV) que adiou a decisão da corrida presidencial para o segundo turno. Pesquisas indicam que Dilma pode ter perdido até 6 milhões de votos, principalmente entre os evangélicos. Tal fato impulsionou a executiva nacional do PT a realizar uma reunião de emergência nas próximas horas para adotar medidas contrárias à própria natureza do esquerdismo. Retirar de um programa de governo a descriminalização do aborto é como cortar a própria carne. É da natureza de partidos de esquerda como o PT lutarem viceralmente pelo abortismo, corolário do ateísmo comum nos partidos de origem marxista e que varre os países dominados pela agenda da esquerda. A propósito, todos os projetos anti-familía e anti-Deus como a legalização do aborto, do casamento gay, a adoção de crianças por casais do mesmo sexo e a legalização da maconha são bandeiras comuns do esquerdismo e estão naturalmente na agenda petista.