sexta-feira, 22 de abril de 2011

Jesus reinvidicava ser Deus: aceite isto ou considere-o louco.

“Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: mostra-nos o Pai?” (João 14.9b – NVI)

Por Sandro Moraes

Esotéricos, reencarnacionistas e novaerenses costumam afirmar: “Jesus não era Deus em forma humana como ensinam os cristãos; era apenas um profeta”, dizem. “Ou foi apenas um ser que despertou à sua consciência crística e neste sentido ele é Cristo do mesmo modo como todos os homens são cristos”. É apenas uma variante da crença de que Jesus Cristo foi alguém que reconheceu a sua divindade no mesmo sentido em que todos os homens são divinos (Chegam a iludir-se que um dia toda a humanidade irá despertar para uma nova era de paz e prosperidade mundial quando todas as pessoas reconhecerem que são divinas ou despertarem suas consciências de deuses).

É o próprio Deus quem denuncia tais disparates e insanidades desmascarando todos os outros “deuses” como falsos deuses:

“Eu sou o Senhor e não há nenhum outro; além de mim não há Deus; pois Eu sou Deus e não há nenhum outro” (Isaías 45.5,22b).

terça-feira, 5 de abril de 2011

Bolsonaro, denúncias necessárias sem o amor imprescindível

A questão homossexual

Equívocos de posições "cristãs" no Brasil

Que o homossexualismo é pecado não há dúvida. Que o estilo de vida sodomita é condenado nas Escrituras é igualmente indubitável. Que a relação homem com homem ou mulher com mulher é um projeto de vida contrário à família e principalmente aos princípios divinos escrituristicamente revelados não se discute - embora alguns tentem.