quarta-feira, 5 de dezembro de 2012

O calvinismo na teoria e a impossibilidade de vivê-lo na prática ou a onipresença do arminianismo

Por Sandro Moraes

O título precisamente choca alguns, mas é preciso explicá-lo para que o leitor possa entendê-lo. Antes de adentrar nessa tarefa, me ocorre que é preciso esclarecer o porquê de minhas inclinações  para escrever temas sensíveis ao calvinismo. Tive nos últimos anos, e, num certo sentido ainda tenho, algum tipo de contato ou mesmo convivência com calvinistas. Sou compelido a destacar a militância deles para propagar suas ideologias. Mimetizam a mesma obstinação dos predestinalistas que têm estendido com contundência o manto da TULIP, mormente nos Estados Unidos nas duas últimas décadas.