sexta-feira, 22 de abril de 2011

Jesus reinvidicava ser Deus: aceite isto ou considere-o louco.

“Quem me vê, vê o Pai. Como você pode dizer: mostra-nos o Pai?” (João 14.9b – NVI)

Por Sandro Moraes

Esotéricos, reencarnacionistas e novaerenses costumam afirmar: “Jesus não era Deus em forma humana como ensinam os cristãos; era apenas um profeta”, dizem. “Ou foi apenas um ser que despertou à sua consciência crística e neste sentido ele é Cristo do mesmo modo como todos os homens são cristos”. É apenas uma variante da crença de que Jesus Cristo foi alguém que reconheceu a sua divindade no mesmo sentido em que todos os homens são divinos (Chegam a iludir-se que um dia toda a humanidade irá despertar para uma nova era de paz e prosperidade mundial quando todas as pessoas reconhecerem que são divinas ou despertarem suas consciências de deuses).

É o próprio Deus quem denuncia tais disparates e insanidades desmascarando todos os outros “deuses” como falsos deuses:

“Eu sou o Senhor e não há nenhum outro; além de mim não há Deus; pois Eu sou Deus e não há nenhum outro” (Isaías 45.5,22b).


Diferente de muitos líderes religiosos do presente, conhecidos fundadores de religiões no passado foram mais sensatos não tendo jamais atribuído a si mesmos características de deidades. Moisés nunca disse ser Iavé, nem mesmo o fundador do islamismo, Maomé, reinvidicou ser Alá. Zoroastro não disse que era a “divindade” Ahura Mazda. Mas hoje cresce o número de loucos que afirmam ser Cristo, como o próprio, único e verdadeiro Cristo, profetizou que iria acontecer.

Embora o Deus Pai tenha dito, conforme registrado em várias passagens do Antigo Testamento, ser o único Deus verdadeiro não havendo nenhum outro, Jesus declarou ser Deus, igual ao Pai:

Só um Deus diria que existia antes de Abraão, ocasião em que também identificou-se ousadamente com a mesma identificação EU SOU de Iavé no Velho Testamento. Tal fato encheu os circunstantes judeus de cólera assassina (João 8.57-59).

Ousadas declarações de Jesus Cristo

Jesus dizia ser igual ao Pai

Disse-lhes Jesus: “Meu Pai continua trabalhando até hoje, e eu também estou trabalhando. Por essa razão, os judeus mais ainda queriam matá-lo, pois não somente estava violando o sábado, mas também estava até mesmo dizendo que Deus era seu próprio Pai, igualando-se a Deus” (João 5.17,18).

Neste contexto Jesus Cristo defende seu trabalho no sábado fazendo uma referência ao fato de que o Deus Pai trabalhou durante os 6 dias da criação tendo descansado no sétimo dia. Ele descansou no sentido em que nenhuma atividade criadora foi realizada nesse dia, mas que desde então Ele vem sustentando sua criação desde aquele dia, aquele sábado. Desde o primeiro sábado o Pai vem trabalhando até hoje sustentando a sua criação. Tomados de furor os judeus entenderam a mensagem de Jesus e concluíram: “esse blasfemo, além de violar o “sagrado” sábado, faz-se igual a Deus. Precisa ser morto pelo crime blasfêmia!” Foi o que acabou acontecendo posteriormente na cruz.

Jesus também fez uma espantosa declaração cuja significação traduz-se por unidade com o Pai, não unidade de pessoa ou propósito, mas de essência ou natureza. Mais uma vez as palavras de Cristo incitaram uma furiosa reação dos fariseus, veja:

“Eu e o Pai somos um”. Novamente os judeus pegaram pedras para apedrejá-lo, mas Jesus lhes disse: “Eu lhes mostrei muitas boas obras da parte do Pai. Por qual delas vocês querem me apedrejar?” Responderam os judeus: “Não vamos apedrejá-lo por nenhuma boa obra, mas pela blasfêmia, porque você é um simples homem e se apresenta como Deus” (João 10.30-33).

Por várias vezes Jesus asseverou desafiadoramente sua unidade e igualdade com o Pai em essência e natureza:

Então lhe perguntaram: "Onde está o seu pai? " Respondeu Jesus: "Vocês não conhecem nem a mim nem a meu Pai. Se me conhecessem, também conheceriam a meu Pai" (João 8.19).

“Quem me vê, vê aquele que me enviou” (João 12.45).

“Aquele que me odeia, também odeia o meu Pai” (João 15.23).

Cristo afirmou que era tão digno de honra quanto Deus

“Para que todos honrem o Filho como honram o Pai. Aquele que não honra o Filho, também não honra o Pai que o enviou” (João 5.23).

Jesus exercitou sua capacidade para perdoar pecados

Vendo a fé que eles tinham, Jesus disse ao paralítico: "Filho, os seus pecados estão perdoados". Estavam sentados ali alguns mestres da lei, raciocinando em seu íntimo: "Por que esse homem fala assim? Está blasfemando! Quem pode perdoar pecados, a não ser somente Deus?" (Marcos 2.5-7).

Pela lei judaica, perdoar pecados era uma prerrogativa exclusiva de Deus:

“Sou eu, eu mesmo, aquele que apaga suas transgressões, por amor de mim, e que não se lembra mais de seus pecados” (Isaías 43.25).

O filho do  homem realizou curas

Em acréscimo à sua capacidade para perdoar pecados, Jesus mostrou autoridade para curar:

E Jesus, conhecendo logo em seu espírito que assim arrazoavam entre si, lhes disse: Por que arrazoais sobre estas coisas em vossos corações? Qual é mais fácil? dizer ao paralítico: Estão perdoados os teus pecados; ou dizer-lhe: Levanta-te, e toma o teu leito, e anda? Ora, para que saibais que o Filho do homem tem na terra poder para perdoar pecados (disse ao paralítico), A ti te digo: Levanta-te, toma o teu leito, e vai para tua casa. E levantou-se e, tomando logo o leito, saiu em presença de todos, de sorte que todos se admiraram e glorificaram a Deus, dizendo: Nunca tal vimos (Marcos 2.8-12).

Jesus Cristo disse que será o futuro juiz da humanidade

Além disso, o Pai a ninguém julga, mas confiou todo julgamento ao Filho (João 5.22).

Jesus declarou ter poder de ressuscitar os mortos

Pois, da mesma forma que o Pai ressuscita os mortos e lhes dá vida, o Filho também dá vida a quem ele quer dá-la (João 5.21).

Não fiquem admirados com isto, pois está chegando a hora em que todos os que estiverem nos túmulos ouvirão a sua voz e sairão; os que fizeram o bem ressuscitarão para a vida, e os que fizeram o mal ressuscitarão para serem condenados (João 5.28,29).

Cristo declarou ter autoridade para conceder vida eterna

Eu lhes asseguro: Quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna e não será condenado, mas já passou da morte para a vida (João 5.24).

Jesus disse ser fonte de vida

Pois, da mesma forma como o Pai tem vida em si mesmo, ele concedeu ao Filho ter vida em si mesmo (João 5.26).

Jesus declarou ser o único meio de salvação

Respondeu Jesus: "Eu sou o caminho, a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, a não ser por mim (João 14.6).

Os milagres comprovam a divindade de Jesus Cristo 

É indispensável mencionar que Jesus Cristo realizou vários milagres comprovadores de que Ele era quem dizia ser: Deus encarnado.

A maior prova: a ressurreição

A ressurreição foi o maior dos milagres. Ele disse que iria morrer e ressuscitar (Mateus 12.40; João 2.19-21). E ressuscitou como havia dito. Nenhum outro ser humano. Nem mesmo um grande fundador de religião teve capacidade e poder para levantar a si mesmo da morte. Os túmulos dos líderes religiosos guardam cadáveres até hoje. O túmulo de Jesus permanece vazio. E as evidências de que Cristo esgueu-se dentre os mortos são tão esmagadoras e triunfantes que provam que Ele de fato era que dizia ser: Deus. A segunda pessoa da trindade, o Deus filho salvador dos homens.

Uma decisão precisa ser feita

Confrontado com tão estonteantes declarações você só tem duas alternativas: ou aceita o fato de que Jesus é Deus e salvador como Ele próprio reinvidicou, ou rejeita-O como um megalomaníaco ou alguém mentalmente perturbado, terrivelmente enlouquecido, uma fraude ou mesmo um blasfemador. Aceitá-lO somente como um profeta ou um grande mestre não é possível, já que Cristo não seria nem uma coisa nem outra se estivesse mentindo quando afirmava ser igual ao Pai. Perturbador? Qual é a sua escolha: Jesus é Deus e salvador ou um falsário?

A sua decisão acerca de quem é Jesus terá conseqüências eternas porque o importante é o que Ele declarou acerca de si mesmo e não o que você pensa a respeito dEle. Não se engane. Rejeitá-lO por completo ou apenas acreditar que Ele era um simples mestre ou profeta significa rejeitá-lo como Deus salvador e passar a eternidade separada dEle num lugar de banimento eterno da presença divina. Crer nEle como Senhor e salvador significa ter a vida eterna e desfrutar da presença dEle eternamente.

Rejeitar ou receber a Jesus: eis a decisão mais importante da sua existência!

Lembre-se disso.

Só mais uma perguntinha. Você consideraria Jesus um louco? Nem eu.

Então você só tem de fato uma decisão a tomar. Crer que Jesus é o Deus-homem que morreu e ressuscitou dos mortos para nos dar a vida eterna como Ele mesmo disse. Por que ao invés de adiar essa decisão você não decide agora mesmo, ou seja, crer em Cristo?

Lembre-se disto: sua decisão, seja ela qual for, terá conseqüências eternas!



BIBLIOGRAFIA RECOMENDADA

ANKERBERG, John; WELDON, John. Os fatos sobre Jesus, o Messias: profecias incríveis que provam que Jesus é o salvador. Porto Alegre: Chamada da Meia-Noite, 1993.

LAHAYE, Tim. Um homem chamado Jesus. Campinas: United Press, 1998.

LINDSEY, Hal. O Messias: esperança para o futuro. Porto Alegre: Chamada da Meia-Noite, 1997.

MAGNO COSTA, Jefferson. As Grandes Defesas do Cristianismo. Rio de Janeiro: CPAD, 1998.

MCDOWELL, Josh. As evidências da ressurreição de Cristo: Os fatos históricos comprovam a ressurreição de Cristo. São Paulo: Candeia, 1999.

_______________ Cristianismo: Fraude ou fato histórico? São Paulo: Cadeia, 1993.

_______________ Mais que um carpinteiro. Belo Horizonte: Betânia, 2008.

MCDOWELL, Josh; STEWART, Don. Respostas àquelas perguntas: O que os céticos perguntam sobre a fé cristã. São Paulo: Candeia, 1997.

STROBEL, Lee. Em Defesa de Cristo. São Paulo: Vida, 2001.

5 comentários:

Marcio Dantas disse...

Ola sandro, conversando com um amigo meu surgiu uma duvida e controversia diante de mim e dele, sobre a questão do livrinho, queria pedir um pouco do seu tempo se puder responder, aguardarei o tempo que for, aqui a nossa conversa.

H e rb et diz:
*Explicacao de Ap 10, 4-10

Marcio diz:
*sim
*o que tem isso?

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*4-10: O evangelho nao deve ser escrito, porque o seu conteudo eh urgente ("nao ha mais tempo"), pois com a setima trombeta, o misterio de Deus vai se realizar, a instauracao do Reino(11,15). O fim da historia, com o julgamento e a salvacao, chega pelo anuncio do evangelho. por isso ele deve ser comido, isto eh, assimilado, para ser vivido e testemunhado. Ele eh doce pq anuncia a salvacao, mas eh tambem amargo, pq provoca perseguicoes

Marcio diz:

*quem explicou isso _.?
' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:

*tenho uma biblia de pastoral


Marcio diz:

*não tem como isso ser a biblia

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:

*naooo ahhhhhh
*pqp

Marcio diz:
*¬¬
*fica calmo
*tu é muito estressadi
*estressado*

Marcio diz:
*nenhum outro livro senão a biblia tem a palavra cara
*de Deus
*e só Jesus salva
*é só reparar
*se tivesse mesmo outro livro e que esse livro levasse vc a salvação

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*cara, vc leu o versiculo por completo?

Marcio diz:
*sim
' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:

*cara, o livrinho eh o envagelho
*ah visao de joao pow
*que Deus deu para ele
*nao eh outro livro pow
*ele faz uma parabola, o apocalipse eh quase todo uma parabola

Marcio diz:
*mais presta atenção
*sim relmente
*mais cara
*tem que prestar atenção

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*sim?
*claroo

Marcio diz:
*como que a palavra de Deus no final é armaga mano?

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*manda isso para o adail

Marcio diz:
*amarga*
*adail?

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*no caso, seria as perseguicoes
*manda pru cara lah :@

Marcio diz:
*vo tentar mandar pro adail
*dono do outro blog
*e pro sandro moraes

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*salva isso ali que lhe mandei

Marcio diz:
*depois vou mandar pro ailton

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*isso
*isso isso

Marcio diz:
*quero saber a opinião dos tres
*mais olha só

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*eh importante para nos dois, manda o blogger tb

Marcio diz:
*pelo que eu entendi
*esse livro não é a biblia

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*sim?

Marcio diz:
*é um livrinho
*com poucas coisas escritas
*acho que não é a biblia
*se não
*joão ja saberia que era a apalavra de Deus
*não teria o por que dele ter lido ela se fosse
*com certeza é um outro livro
*mais mandarei mesmo assim
*vo mandar minha conversa também
*essa conversa

' H e rb et Caine (DORMINDO) boa noite! diz:
*ele nao leu, ele teve que comer, pois nao ha tempo

até sandro e desculpa a desorganização ai

fica com Deus

Sandro Moraes disse...

Bem Márcio, desculpe a demora em responder, é que tive uma semana cheia... mas, indo diretamente às respostas, primeiramente precisamos entender que o livro de Apocalipse é rico em linguagem metafórica e em símbolos, todavia com significados literais e aplicações prática literais. Para entender o livro temos que entender o significado dos símbolos para aplicá-los literalmente. No caso do 'livrinho' que o apóstolo João recebe da mão do anjo e o come (Apocalipse 10) primeiro lembre-se que João está tendo visões, ele não comeu um livro literalmente mas na visão sim. O livrinho representa a palavra de Deus. O fato de ser doce na boca e amargo no ventre, significa simplesmente que as boas novas da salvação geram júbilo e bençãos na vida daqueles que são agraciados com a salvação em Cristo. Todavia, mesmo para os crentes a palavra de Deus pode ser amarga porque com frequencia traz perseguições, dor e sofrimento para a vida dos salvos como o próprio Jesus havia dito. Mesmo assim somos ensinados a "comer o livrinho", ou seja, não apenas assimilar e concordar intelectualmente com os princípios da Palavra, como viver por esses princípios. Temos que ser crentes praticantes da palavra e não apenas ouvintes. A palavra de Deus é também amarga para os incrédulos posto que ela garante que para eles haverá juízo, ok? Simples. Grande abraço, Que Cristo o abençoe!

Marcio Dantas disse...

Sandro você tem e-mail?

se tiver me adicione no seu e-mail quero manter contato, pois tenho algumas coisas que descobri que gostaria de dividir com você, e também pode ocorrer de você e vários outras pessoas não concordarem por isso quero evitar confusões aqui.

Então peço que o senhor adicione ai

marciodantasservodedeus@hotmail.com

valeu amigo, que Deus os abençoe e obrigado ^^

Sandro Moraes disse...

Márcio, havia esquecido de responder a esta última pergunta. Perdão! Tenho e-mail sim.

sandromoraes11@gmail.com

Anônimo disse...

A paz do Senhor, Sandro. Bom poder ler seus textos novamente. Desculpe se não costumo comentar, mas sempre leio o seu blog. Um grande abraço!
Ismael Viana