sábado, 25 de dezembro de 2010

O MENINO E A MANJEDOURA

Encontrei esta bela e indispensável reflexão na internet e decidi reproduzí-la.   Ao fim do texto vc encontrará a fonte original. Leia com atenção!


Quando lemos na palavra de Deus sobre o nascimento do Rei da Glória, Jesus Cristo nos deparamos com um paradoxo: O Senhor da Vida nasce e descansa, envolto em panos, numa simples manjedoura. Aquele que tudo criou descansa agora não em um berço de ouro situado em um quarto imenso e de luxo, mas em um local utilizado para colocarem alimento para animais, uma manjedoura de madeira.


Qual é o significado do menino Jesus descansando naquela manjedoura? O significado é maravilhoso demais para todos nós. A humanidade toda deveria ser alcançada com a mensagem do Natal de Cristo. Deus vem até nós em Jesus e nos encontra em nossa realidade. Esse é o grande significado daquele menino na manjedoura: Deus vem ao nosso encontro, onde estamos, no nosso dia a dia, em meio as nossas dores, sofrimentos, angústias, desprezo, injustiças, tudo isso para nos redimir e nos comprar para si.



Deus, em Jesus, não vem para uma humanidade utópica, idealizada, mas para homens e mulheres reais. É numa manjedoura de madeira que ele nos encontra e não em um berço de ouro. A realidade da humanidade não está no engano do luxo ou daquelas coisas que possam desviar nossas mentes do fato real de que todos precisam desesperadamente de Deus. Desde o seu nascimento Jesus nos revela um Deus que entra em nossa realidade de dor e sofrimento para nos levar para a sua realidade de vida abundante, plena e eterna.Jesus começa sua vida na manjedoura de madeira e, no fim, a entrega ao Pai também pendurado no madeiro, na cruz. Ele nos revela um Deus que se faz maldito, entrando na realidade dos malditos. Que se faz desprezado, entrando na realidade dos desprezados. Que sofre a injustiça dos injustiçados. Que chora a dor dos enfermos. Ele se fez maldito em nosso lugar para que fossemos dignificados pela nova vida ofertada em Cristo, ou seja, nossa adoção como filhos e filhas do Eterno.


A verdade é: o Deus de amor não poderia ter descansado em outro lugar a não ser naquela manjedoura. É lá que ele nos encontra com todas nossas feridas e dores e, dessa forma, com o seu toque abençoador, nos cura eternamente. A manjedoura já é o princípio da cruz, da humilhação do Deus que nos ama e quer nos salvar. A cruz, historicamente falando, não acontece simplesmente no Calvário, mas desde o nascimento daquele pequenino menino. O Natal representa o início histórico da nossa salvação.


A manjedoura em si não é nada mais do que um amontoado de madeira e pregos para alimentar os animais. Sua importância está naquele que nela descansou. Jesus, na sua simplicidade e humilhação, nos revela um Deus que nos ama verdadeiramente e está conosco em nossas lutas e tribulações. Nos Revela um Deus presente, conosco, o Emanuel. Ver, pela fé, aquele menino na manjedoura é ver, pela fé, Deus presente em nossas vidas.


Aquele menino na manjedoura está nos dizendo sem palavra alguma: enquanto vocês não provam da salvação plena de Deus eu estou convosco. Enquanto a morte, a dor, o sofrimento e a injustiça não se tornam passado, ou seja, deixam de existir eternamente, Deus está com vocês, na sua realidade. Hoje o nosso coração é a manjedoura onde o menino Jesus quer descansar para assim nos trazer a paz e a vida de Deus. Talvez você pense: meu coração não é digno de receber esse menino. A resposta de Jesus a você é: aquela manjedoura também não era digna de mim, mas por amor a você descansei nela. Fiz isso para te trazer para perto de mim. A manjedoura do seu coração, certamente, não é perfeita nem digna de mim também, mas quero descansar nela para estar perto de você e você de mim. Quero descansar no seu coração para te envolver com minha vida, amor e graça. Quero estar presente com você em suas alegrias e vitórias, mas também nas suas lutas e derrotas. Quero rir com você, mas também quero estar com você em seu choro e sofrimento. Enquanto a vitória da ressurreição não te alcança de forma plena, eu quero estar com você.


Essa é a mensagem do Filho de Deus que descansou naquela manjedoura. O mundo deve saber dessa história. Resta-me fazer-te ainda uma pergunta: o seu coração já é descanso para esse menino? Entregue seu coração a ele, deixe esse Deus maravilhoso que, na simplicidade da manjedoura, lhe diz: amo-te, quero ser o seu Deus e Salvador.

Nenhum comentário: