terça-feira, 1 de fevereiro de 2011

As não vistas realidades espirituais que precisamos ver

Então o SENHOR disse a Satanás: Donde vens? E Satanás respondeu ao SENHOR, e disse: De rodear a terra, e passear por ela. (Jó 1.7 – ACRF)

Por Sandro Moraes

Originado como príncipe negro a partir do seu desejo narcisista incorrigível de auto-glorificação para rivalizar com o Criador, o “deus” deste século caiu de sua posição como ser belo e dotado de grande sabedoria e resplendor para, banido da presença divina, introjetar arsênico na raça humana com a mesma iniqüidade que encheu violentamente seu coração: o desejo de ser igual a Deus. 

O outrora ser brilhante Lúcifer, tornado Satã, não pode ser acusado de ateísmo: “Eu subirei ao céu, acima das estrelas de Deus exaltarei o meu trono, e no monte da congregação me assentarei, aos lados do norte. Subirei sobre as alturas das nuvens, e serei semelhante ao Altíssimo”, dizia Lúcifer em seu coração. 

E ele foi bem sucedido em aumentar as fileiras da rebeldia. Aliciou e arrastou um terço das mentes angelicais na rebelião celestial anterior ao levantar das cortinas da pré-história e seduziu os primeiros humanos com a mesma oferta de divindade que propôs a si próprio. Homem e a mulher cederam à tentação e, mortos espiritualmente, foram expulsos do paraíso banidos da presença de Deus.

Os poluidores expulsos do céu mutacionaram. Caídos e lançados à terra, agora são as demoníacas potestades do ar; o homem tornou-se pecador. O livre-arbítrio, tão necessário a um relacionamento de amor espontâneo com o Deus que não criou autômatos, deixou a possibilidade para o mal, mal potencializado e concretizado pelo ser brilhante; o poder de escolha dado pelo Deus soberano para anjos e homens abriu os portões de entrada do pecado no cosmo. 

Nessa batalha cósmica, em que de um lado está Aquele que resgata homens e de outro o “deus” que escraviza muitos para a eterna perdição, até Deus sangrou: uma cruz manchada de sangue foi o preço do resgate do homem na principal arena da batalha, o planeta terra. 

Homens continuam a cair em rebelião, homens são resgatados pela misericórdia salvadora divina. Todos os que rejeitam a Deus são escravos do diabo e a este servem, malgrado disto nem sempre tenham consciência. Todos os homens são dominados pelo príncipe deste mundo até que sejam trazidos a Jesus Cristo.

O deus deste século já está condenado, mas até que seja lançado no lago de fogo, permanecerá em sua empreitada para enganar e levar o máximo possível de homens para longe de Deus e receber deles adoração. 

Ele tem feito um belo trabalho com resultados otimizados em descrentes, e com efeitos razoáveis até em crentes. Sim, não obstante teologias ortodoxas seculares não reconheçam isto, qualquer flerte de crentes com tortuosidades pode levá-los a adultério espiritual. Como bem disse Tiago a um público habitado por um enciumado Espírito: “Adúlteros e adúlteras, não sabeis vós que a amizade do mundo é inimizade contra Deus? Portanto, qualquer que quiser ser amigo do mundo constitui-se inimigo de Deus. Ou cuidais vós que em vão diz a Escritura: O Espírito que em nós habita tem ciúmes?” Também não faria sentido a exortação paulina "quem está em pé cuide para que não caia" se não houvesse a possibilidade de queda.

Os métodos do diabo para enganar são antigos. A principal arma? A sedução. As formas para iludir é que se sofisticam. Em seu passeio pela terra, o anjo de luz se esconde atrás de governos, de políticas, de negócios e relações comerciais pútridas, e inspira filosofias, intelectualismos, formas de pensamentos, sistemas educacionais, psicologia, música, arte, cultura, filmes, mitologias, crenças e festas populares pagãs; ele é o autor do satanismo explicito, o real romancista de perversões midiáticas anti-Deus, prazeres e diversões. Camufla-se atrás do ateísmo, do materialismo e da ciência feita religião. E por meio do misticismo apresenta o seu mais eficiente trunfo: a própria religião. Por meio dela há séculos engana milhões com a antiga oferta de divindade da serpente no Éden: que a raça humana é divina e que haverá num futuro um despertar universal de todo homo sapiens para a consciência divina que desembocará numa nova era de paz e prosperidade espiritual. Bem alertou o apóstolo João: “o mundo jaz no maligno”.

O diabo também possui seus generais para atuarem no sistema de dominação mundial: as potestades do ar que atuam sobre os filhos da desobediência por meio do terrorismo direto ou da invisibilidade.

É! A nossa luta não é contra seres humanos. É contra principados, contra as potestades, contra os príncipes das trevas deste século, contra as hostes espirituais da maldade, nos lugares celestiais, como ensinou-nos o apóstolo Paulo. Esse mesmo nos exortou a nos revestir de toda a armadura de Deus, para que possamos estar firmes contra as astutas ciladas do diabo. 

A nossa postura como crentes em Cristo em relação ao diabo não é de ataque e sim de resistência. As posturas triunfalistas de hoje explicam porque muitos cristãos estão vulneráveis e oprimidos. Atente para as palavras de Pedro: “Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; Ao qual resisti firmes na fé...”

Tiago, por seu turno, disse: “Sujeitai-vos, pois, a Deus, resisti ao diabo, e ele fugirá de vós.”

Que sejamos revestidos de toda a armadura de Deus, para que estejamos firmes contra as astutas ciladas do diabo.

Que estejamos orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos. 

Que estejamos guardados das corrupções do mundo e que Deus renove a nossa mente para que, com olhos espirituais, enxerguemos com discernimento e clareza as realidades da nossa batalha.

E que neste mundo, onde o diabo passeia e rodeia de um lado para o outro, para cima e para baixo, abramos a nossa boca para proferir com intrepidez a palavra da verdade para tornar conhecido o evangelho da salvação de todo aquele que crer. 

6 comentários:

Alessandra disse...

um texto muito importante!Posso repassa-lo em meu blog *Jesus e eu com os devidos créditos?
Tenha um bom dia!

Sandro Moraes disse...

Claro Alessandra, seja bem vinda. Hoje pela manhã até fiz revisão do texto com algumas pequenas alterações e acréscimos. Fique à vontade para publicá-lo no seu blog. Depois visitarei o seu trabalho também. O Senhor Jesus a abençoe! Abraço!

marciodantasilva disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
marciodantasilva disse...

Olâ Sandro, mais uma vez um bom texto Sandro, acompanho já há algum tempo, suas postagens, e agradeço por ter escrito, pois, duvidas que eu tinha antigamente já não tenho mais, que Deus o abençoe, e que você continue sendo um profeta de Deus e que Ele continue abençoando você, um abraço cara!

Sandro Moraes disse...

Oi, Márcio, jóia? Obrigado pelas palavras de incentivo e espero que como vc muitos outros leitores sejam edificados e suas dúvidas sanadas com as postagens deste espaço. Que o Senhor Jesus abençoe a todos nós!

marcos disse...

Que DEus esteja sempre em nossas vidas, este texto serviria de colirio para quem quiesce ficar curado da seguera espiritual, porém, neste mundo como esta escrito cheio de ciência e astucia humana, muitas vezes tentamos alertar e servimos apenas como chatos e anticuados, até mesmo no mundo de hoje dito cristão, mais que cristãos são esses que se dobram e aceitam este mundo com suas tramas, desonestidades, com o jeito brasileiro de ser,que cristãos somos nós que rimos dos preceitos de DEus e nos entregamos a padrões modernos, caretas? será que Deus é careta? sinceramente acho que não. Deixo aqui minha idignação, quanto aos ditos cristãos de hoje, fico atônito e desnorteado pois a bilia diz que é melhor um do que dois, mais me vejo perdido pois não encontro o ajguém nesse mundo para andar ao meu lado de forma que agrade a Deus e denuncie o mundo. UM ABRAÇO QUE DEUS NOS ABENÇOE AMÈM.